Como não quebrar sua empresa

Há como não quebrar sua empresa no começo do empreendimento seguindo alguns passos.

Nada menos do que seis em dez empresas brasileiras fecham suas portas antes mesmo de completar cinco anos de atividades.

Essa constatação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e revela o despreparo da atividade empreendedora no Brasil, embora por aqui nada menos do que 99% das companhias são micro ou pequenas empresas, respondendo por 27% do PIB nacional. Mas como não quebrar a sua empresa?

Existe algum macete ou fórmula de evitar a falência de sua empresa? A resposta é: sim, existe! Não exatamente uma fórmula ou um macete, mas variadas ações e comportamentos que passam sempre pela adoção de planejamentos contínuos, por cuidados específicos com a gestão empresarial e, claro, pela promoção da atitude e da mentalidade empreendedora, entre outras regras de ouro da boa atividade empresarial.

O portal Quero Abrir Empresa preparou esse passo a passo de como não quebrar a sua empresa feito por nossos especialistas, que entendem profundamente do assunto.

Acompanhe-nos até o final deste conteúdo e identifique se você está cometendo algum erro capital no dia a dia da sua empresa. Porque a última coisa que queremos é engordar a estatística do IBGE, certo?

Mas por que as empresas quebram no Brasil?

O Sebrae realizou uma profunda pesquisa para avaliar o alto número de falências de jovens empresas brasileiras. Por que uma empresa não consegue sequer completar cinco anos de aniversário?

Nem tudo na vida dá certo, é verdade, imprevistos também acontecem, contudo a adoção de más práticas gerenciais explica, na maior parte das vezes, a falência de uma empresa ou sua inviabilidade operacional.

A situação é ainda mais reveladora quando se põe uma lente de aumento sobre os números colhidos pelo IBGE. Em 2015, 22.8% das novas empresas sequer completaram um ano de funcionamento.

Pois bem, o Sebrae ouviu empreendedores sobre o assunto e chegou ao seguintes principais motivos que explicam tais estatísticas:

1. Falta de capital de giro: 24,1%
2. Alta carga tributária: 16%
3. Falta de clientes: 8%
4. Concorrência: 7,1%
5. Baixo lucro: 6,1%
6. Dificuldade financeira: 6,1%
7. Desinteresse na continuação do negócio: 6,1%
8. Maus pagadores/inadimplência: 6,1%
9. Problemas familiares: 3,8%
10. Má localização da empresa: 3,8%

Esses dez motivos são localizados, mas revelam, em conjunto, uma má gestão da empresa, a ausência de mentalidade empreendedora e a falta de planejamento.

O 1º grande erro das empresas: a falta de planejamento

A falta de planejamento é, possivelmente, o maior de todos os erros cometidos por empreendedores que amargaram o fracasso. Se você quer saber como não quebrar a sua empresa, comece adotando o hábito de planejar ainda quando o negócio é apenas uma ideia na sua cabeça. E continue se planejando por todo o resto de sua vida empresarial.

Não é um fardo, muito pelo contrário! Planejar é uma atitude empreendedora, responsável, madura e de resultados.

Se você tem, por exemplo, uma pequena padaria e quer comprar um novo forno, maior e mais moderno, precisa saber o quanto aquilo vai lhe custar, qual retorno que ele poderá proporcionar, quais são suas condições financeiras e como está a demanda de seus clientes, entre outras condicionais para tomar a melhor decisão.

Ou seja, é preciso se planejar! Se você sabe que é capaz de produzir 500 pães diários, precisa comprar uma determinada quantidade de matéria prima para dar vazão à produção todos os dias – isso é planejar. Se você quer passar a atender com delivery, precisa pensar em contratar alguém para fazer as entregas e o quanto isso lhe custará – isso também é planejamento.

Muitos empreendedores adotam o lema “deixa a vida me levar”, e ficam à mercê da sorte. Esses dificilmente conquistarão o sucesso. Se planejar é conduzir o dia a dia do negócio rumo a um objetivo, o do crescimento.

Fazer um plano de negócios é fundamental para não quebrar sua empresa

Absolutamente todos os especialistas em empreendedorismo, inclusive os profissionais do portal Quero Abrir Empresa, são unânimes em dizer que o primeiro passo para o sucesso de uma empresa é realizar um plano de negócios consistente e detalhado.

Para não quebrar a empresa é preciso se planejar, e isso você já sabe. O plano de negócios é o primeiro dos muitos e muitos planejamentos que você fará ao longo de sua vida empresarial de sucesso.

O plano de negócios irá detalhar todo o negócio, desde o nome até a descrição dos produtos ou serviços ofertados, passando pelos investimentos a serem feitos, recursos humanos necessários, ações de marketing, estudo da concorrência, identificação do ponto-de-venda e até questões relacionadas à precificação e ao lucro pretendido, entre tantos outros pontos.

Tudo, absolutamente tudo é previsto, para que não haja inconsistências, erros ou esquecimentos.

A possibilidade de um negócio planejado e estudado dar certo é muito maior, não é verdade?

O importante papel do contador começa já na legalização da empresa

Contratar uma assessoria contábil experiente e especializada para legalizar o negócio é fundamental e é o segundo passo (após o plano de negócios) para abrir uma empresa de sucesso.

É muito fácil explicar o porquê: além de promover um processo de formalização correto e mais ágil, sem retrabalho e pagamento de novas taxas, o contador será vital para definir com o empreendedor todas as questões legais da empresa.

Qual será a natureza jurídica da empresa? E o regime tributário escolhido? O CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) escolhido permitirá à empresa atuar em todos os segmentos que pretende mesmo?

E o contrato social, como foi elaborado? Ele foi copiado de um exemplo padronizado qualquer, perdido em algum blog na internet, ou foi feito de forma individualizada, abarcando de fato todas as regras de funcionamento da empresa?

Não contar com a assessoria de um contador experiente e especializado desde o processo de formalização da empresa é um erro de falta de planejamento, que pode trazer consequências nefastas para o negócio.

Erros de gestão são fatais

Além da falta de planejamento, alguns erros de gestão podem ser fatais para o negócio, levando-o até mesmo à falência. A gestão empresarial não é algo tão simples assim porque requer muito trabalho, atenção, dedicação e esforço. Além disso, é preciso humildade para
reconhecer erros e delegar tarefas para quem é especialista.

Nem tudo na empresa tem que ser feito pelo empreendedor, e agir assim é o primeiro dos grandes erros de gestão. Não contar com profissionais qualificados, por exemplo, é um tremendo erro.

Muitas empresas preferem contratar profissionais baratos, crendo que vá lucrar com isso, mas a especialização traz resultados, ao passo que o desconhecimento é inimigo do desenvolvimento. É preciso apostar em uma mão de obra de qualidade e efetiva.

Otimizando o processo

Não dar o devido esforço ao atendimento ao cliente também é um grande erro de gestão. O cliente não está fazendo um favor comprando com você, trata-se de uma escolha.

Ainda assim, a qualquer instante ele pode migrar para o seu concorrente. Todos os esforços devem ser investidos na relação com o cliente porque ele é o verdadeiro dono do negócio!

A mente fechada, ou seja, não estar aberto a mudanças, também é muito prejudicial para uma boa gestão. Dia a dia você vai aprender o que é melhor para a sua empresa, e voltar atrás de uma decisão e reconhecer um erro são atitudes fundamentais para uma boa gestão.

Também é preciso investir em tecnologia, e nem sempre isso significa custos. Usar o Whatsapp em prol do seu negócio não custa um centavo, basta saber como fazê-lo.

Além disso, não se pode mais imaginar um negócio vencedor sem uma presença consistente nas redes sociais: o marketing digital traz resultados efetivos e precisa ser bem explorado.

Controle os custos, persiga o desperdício implacavelmente, faça uma gestão contábil voltada para o resultado, conte com profissionais competentes, esteja aberto à inovação e estude sempre sobre o seu negócio, se inteirando das melhores práticas do mercado. Invista numa gestão controlada e tome o rumo do sucesso.

Você tem mentalidade empreendedora?

Certamente que é preciso de uma mentalidade empreendedora para não quebrar a sua empresa. Realmente é muito bom ter um negócio próprio, não precisar prestar contas para um patrão, mas a verdade é que a atividade empreendedora definitivamente não é para qualquer um.

É preciso pensar como empreendedor. Se planejar, ter cuidados com a gestão e pensar sempre no negócio como ele de fato é: um investimento. É preciso investir dinheiro, trabalho, tempo e sonhos.

Ter uma mentalidade empreendedora é saber que os riscos existem no negócio, e que fazem parte do próprio sucesso de um empreendimento. Afinal, só cresce quem aposta. E só aposta quem acredita.

Pessoas medrosas, sonhadoras demais (ou de menos), que não aguentam a pressão do dia a dia e, sobretudo, que não têm estômago para os riscos e para os altos e baixos naturais de um negócio não têm mentalidade empreendedora.

Portanto, não devem empreender. A mentalidade empreendedora impulsiona e leva o empresário para frente, e antes de tudo o sucesso depende da crença vitoriosa.

Cuide muito bem das finanças de sua empresa

Um dos maiores e mais comuns erros na gestão financeira de um negócio é o uso da conta bancária da empresa e pessoal indistintamente. Muitos empreendedores usam a conta da empresa como se fosse sua, para saldar seus gastos diários e sonhos de consumo.

Trata-se de um erro fatal e um grande passo de como quebrar a empresa. Imagine que um pequeno empresário sonha com um celular de última geração, encontra uma boa promoção e sabe que há bastante dinheiro na conta da empresa.

Por que não comprar? Por um motivo simples: aquele dinheiro não é dele e está reservado para o pagamento de impostos, de recursos humanos e de um sem números de contas a pagar. Um desfalque pode ser fatal.

Uma gestão financeira muito detalhada não só preserva como impulsiona um negócio. Mais uma vez, o contador tem um papel fundamental ao promover uma gestão das finanças que trabalhe a favor do negócio, tirando o melhor proveito dos recursos existentes.

Além disso, essa gestão financeira cuidadosa e profunda oferecerá ao empresário informações vitais para a tomada de decisões gerenciais assertivas e vitoriosas.

Não cuidar das finanças com o rigor merecido é um passo decisivo para quebrar a empresa, não tenha dúvidas disso.

Dicas de como não quebrar sua empresa

• Saber como está a saúde financeira da sua empresa é fundamental. Controle seu fluxo de caixa e olhe sua conta bancária com muita frequência. Mantenha total vigilância sobre as finanças do negócio.

• Conte com uma assessoria contábil voltada para o resultado e comprometida com a gestão. Não hesite em procurar o contador para tirar dúvidas e lhe pedir opinião sobre todo assunto que julgar importante.

• Separe a conta da empresa e suas despesas pessoais. Aquele dinheiro não é seu, lembre-se disso.

• Estude! Atualize-se! Busque informações sobre o seu negócio (e sobre os concorrentes também).

• Invista na relação com o cliente. O pós-venda fideliza, e isso garante novas vendas e mais faturamento.

• Peça ao seu contador um planejamento tributário. Será que você está pagando impostos demais?

• Treine sua equipe!

•Lembre-se: jamais, em hipótese alguma, o resultado é a sobra do que entra e do que sai do seu caixa. A equação do lucro é muito mais profunda do que isso, e é fundamental que você saiba qual é seu lucro bruto e líquido, bem como seus custos fixos e variáveis. Uma precificação mal feita pode inviabilizar um negócio.

O portal Quero Abrir Empresa está pronto para lhe apoiar

Somos especialistas na legalização de empresas, sejam de que tamanho e ramo for, e vamos muito além do cumprimento da burocracia, oferecendo ao empresário todo suporte para as melhores escolhas e definições sobre o negócio em si.

Também promovemos uma assessoria contábil comprometida com os resultados, o que significa que nossa contabilidade pode ser um verdadeiro diferencial competitivo para o seu negócio.

Estamos prontos para lhe apoiar em todo o seu empreendimento, desde a sua formalização até o dia a dia contábil. Quais são suas necessidades? Quais são os seus sonhos? Aonde quer chegar, e como? Juntos, encontraremos as melhores respostas!

Preciso Abrir Empresa